br ar    v a l v

Intervenção de Manuel Duarte na Assembleia de Freguesia de Ovar - Abril 2013 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Comissão Concelhia de Ovar do PCP   
Segunda, 15 Abril 2013 21:32

Manuel DuarteIntervenção de Manuel Duarte na Assembleia de Freguesia de Ovar, de 10 de Abril 2013.


Situação do Hospital de Ovar

Não se compreende as razões para que o governo queira entregar o Hospital de Ovar à Misericórdia par ser descativado. Nesta data a situação é seguinte:

- O Conselho de Administração encontra-se demissionário.

- O Hospital tem 190 trabalhadores dos quais 70 são precários de todas as categorias.

- A situação financeira é boa.

- Foram feitas obras de milhares de euros com dinheiros públicos.

- O Hospital possui bons recursos humanos, sendo considerado excelente com vários louvores.


O QUE ACONTECE SE ENCERRAR

O Hospital serve 60.000 pessoas do Concelho e arredores. 20% desta população é pobre e outros 20% estão no limiar da pobreza. Não há transportes disponíveis para deslocações a outras unidades de saúde. Já são longos os tempos de espera no Hospital de S. Sebastião. Aveiro fica muito distante e paga portagens. Os idosos e as crianças são as camadas que mais precisam dos hospitais de proximidade. Ficam assim privados dos cuidados de saúde.


O QUE FAZER?

É preciso que os Partidos, seja qual for a sua ideologia, se mobilizem na defesa desta estrutura. O nosso Hospital nasceu público em 1814 duma parceria Câmara e Igreja. Muito antes de Aveiro ou Santa Maria da Feira. Foi entregue à Misericórdia um século depois por inércia de governantes incapazes de o administrar. O hospital novo, este que existe agora, foi construído à custa de cortejos e oferendas pelo povo e donativos dos comerciantes e industriais do Concelho. Cabe-nos agora defendê-lo por todas as razões apontadas e mais a vergonha histórica de sermos os coveiros do nosso hospital.

Reforço o apelo aos partidos representados nesta Assembleia de Freguesia.

Não deixem morrer o nosso Hospital.


[Este texto foi transformado em moção, com algumas alterações, para enviar à ARS. Foi aprovada por unanimidade.]


2. Defesa da Costa

A senhora ministra Assunção Cristas anunciou em 26 de Março ter celebrado contractos com a POLIS para obras de protecção da orla costeira. No que diz respeito a Ovar a defesa das praias de Esmoriz, Cortegaça e Furadouro tem uma dotação de 977.288 euros para ser executada em 2013.

Para a protecção das dunas da praia de Cortegaça a dotação é de 1.028.500 euros para ser executada em 2013 e 2014.

Para a protecção da praia de Maceda são 500.000 euros a executar em 2013 e 2014.

De fora ficou a drenagem da Ria e a recuperação dos Cais da Ribeira e Carregal.

É um remendo no velho pano já muito desgasto.


3. Comunidades Intermunicipais

O governo nomeou 70 assessores para governar as mini regiões intermunicipais. De nada valeu extinguir os Governadores Civis. Só aumentou a despesa e criou mais burocracia.


Manuel Duarte