br ar    v a l v

Pedro Guerreiro, Deputado do PCP no Parlamento Europeu em Ovar PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Comissão Concelhia de Ovar do PCP   
Quinta, 26 Julho 2007 22:00
Etiquetas:
foto

Pedro Guerreiro, deputado do PCP no Parlamento Europeu, esteve na passada segunda-feira em Ovar, mais particularmente em Válega, no Cais do Puxadouro, no âmbito de uma visita ao Distrito de Aveiro para tratar fundamentalmente de questões ligadas à pesca, onde reuniu com a direcção do CENARIO (Centro Náutico da Ria de Ovar). Aceitando o desafio da comunidade piscatória local, a delegação do PCP, devidamente 'escoltada' por cerca de uma dezena de pescadores, embarcou na Torreira, realizando a viagem até Válega de bateira, onde chegaria à hora de almoço.

 

Durante o encontro que se seguiu, que juntou pescadores e amantes da vela, foi manifesta a preocupação de todos relativamente ao completo estado de abandono da Ria de Aveiro e do seu espaço envolvente. As precárias condições de navegabilidade ficaram amplamente demonstradas durante a viagem de regresso, feita já com a maré a descer. Quanto ao espaço envolvente, as degradantes condições do Cais ali estavam numa eloquente demonstração da total inoperância das entidades responsáveis perante um património histórico-cultural de valor incalculável.

 

foto

Tendo em conta o impacto socioeconómico da Ria de Aveiro e as potencialidades que a mesma representa para a região, Pedro Guerreiro começou por considerar inacreditável a situação a que se chegou, responsabilizando naturalmente o poder político, seja ao nível do governo, seja ao nível autárquico. Por outro lado, e tendo em conta o próximo quadro comunitário de apoio que irá contemplar avultados apoios financeiros para os próximos anos, o deputado comunista comprometeu-se a tudo fazer para sensibilizar o governo para a necessidade imperiosa de apresentar desde já as necessárias candidaturas para a requalificação e valorização da Ria de Aveiro. Nesta medida, só por manifesta falta de vontade política é que a Ria continuará a estar como está. Num momento de forte depressão económica nunca é demais lembrar que a recuperação da Ria e respectivo espaço da margem não deixaria de ter um forte impacto socioeconómico em toda a região, dinamizando sectores fundamentais como a pesca, o turismo ou a náutica de lazer.

 

Ainda a propósito da Ria, mas já sem o deputado comunista, vários activistas do PCP, entre os quais José Costa, deputado municipal, e Miguel Viegas, reuniram posteriormente com a Direcção da NADO, Náutica Desportiva Ovarense, onde foram manifestadas as mesmas preocupações e reiterada a mesma determinação por parte do PCP em tudo fazer para que os problemas da Ria de Aveiro possam ser encarados de uma forma séria e definitiva. Refira-se que foram realizados avultados investimentos numa marina, cuja viabilidade está hoje mais do que nunca posta em causa. Outro aspecto focado foram as operações desastrosas de dragagem realizadas em 1998, às quais, alegadamente, se deveria ter seguido pelo menos uma segunda fase que nunca chegou a acontecer.

foto