br ar    v a l v

Jorge Machado no Distrito de Aveiro PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Comissão Concelhia de Ovar do PCP   
Segunda, 21 Março 2011 21:48
Etiquetas:

Jorge Machado na praia de Esmoriz

No quadro habitual de visitas regulares ao distrito, destinadas a contactar directamente com os problemas e respectivas populações afectadas, Jorge Machado, deputado do PCP na Assembleia da República, esteve hoje nos concelhos de Aveiro e Ovar, fundamentalmente para aprofundar questões ligadas aos problemas da erosão costeira.

Na parte da manhã o deputado comunista, acompanhado de vários dirigentes regionais, esteve reunido com a Administração do Porto de Aveiro. Registando a boa vontade e a abertura da administração relativamente a esta temática, Jorge Machado não deixou de criticar duramente a ausência de soluções concertadas, designadamente na concretização de um plano global e concertado que ataque a raiz do problema e ponha termo a décadas de intervenções pontuais, feitas em cima do acontecimento e que já custaram ao país recursos colossais. Reconhecendo um conjunto de intervenções a Sul da Barra de Aveiro visando a reposição de sedimento, Jorge Machado apelou para a necessidade de uma intervenção a Norte do Distrito, particularmente nas praias do Furadouro, Cortegaça e Esmoriz que se encontram à beira da ruptura.

 

O final da manhã foi passado precisamente na Praia de Esmoriz, em contacto com a comunidade piscatória que sofre na pele as investidas do mar, cada vez mais violentas. Para além das obras de defesa existentes, que não impediram o mar de invadir por várias vezes o bairro piscatório ao longo deste inverno, também o prometido Bairro dos Pescadores acabou por ser tema de conversa. Prometido há mais de 30 anos e objecto de sucessivas promessas por parte do poder local, descobriu o actual executivo municipal que o POOC não permite a construção das habitações sociais no local pretendido. E o certo é que, de desculpas em desculpas, ou de incompetência em incompetência, há mais de 30 anos que a Câmara não é capaz de alojar em condições dignas cerca de 50 famílias.

Para finalizar a jornada, Jorge Machado ainda participou numa acção de protesto contra os preços dos combustíveis em diversos postos de abastecimento do concelho de Ovar.