br ar    v a l v

Serviços de Saúde e Transportes em Ovar PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por António Macedo   
Terça, 14 Julho 2009 10:48

António Macedo, candidato à Câmara Municipal de Ovar

Hoje foi dia de ir a uma consulta de Pneumologia ao Hospital da Feira - Feira sim, porque em Ovar já são muito poucas as Valências que restam. Como a maioria dos munícipes de Ovar, revolta-me que o Hospital de Ovar tenha sido “lançado para o caixote do lixo” pelo governo PS e o amén do Executivo Camarário, sendo que a haver de novo algum hospital no distrito de Aveiro, os lobbies de Estarreja pareçam ser mais fortes que os de Ovar.

Tendo acedido ao “desmantelamento” do Hospital de Ovar, que condições criaram ou exigiu a Câmara de Ovar, para que os cidadãos deste concelho não fossem lesados?

 

Quem não tenha transporte próprio, qual é a alternativa que a Câmara sugere para que se desloque a Stª Maria da Feira? Mesmo tendo viatura própria, atenção, os 20 minutos de antecedência que o hospital aconselha para comparecer podem não chegar, pois poderá de ter de visitar e conhecer a cidade para que encontre um lugar de estacionamento, se estiver mesmo debilitado o melhor é mesmo ir de táxi ou chamar a ambulância pois esse lugar poderá ficar bastante distante do Hospital. O que “vale” é que devido à sobrelotação do Hospital, devido ao encerramento dos serviços de Ovar e outros concelhos, só daqui a 6 meses, na melhor das hipóteses, é que terei de voltar, pois só uma vez por semana vem a esse hospital um técnico de fora fazer os exames de que preciso.

Esta é uma experiência pessoal, que é a comum aos munícipes de Ovar. Mas, e reportando-me ainda aos transportes públicos para acesso da população ao posto médico, ou ao Hospital, ou outros serviços do concelho, digam-me lá qual é o numero da “carreira”, a que horas e onde passa?

Estas são entre muitas, algumas das dificuldades com que, no dia-a-dia, os cidadãos de Ovar se debatem.


Exige-se um Concelho Moderno, em que se poderiam dispensar grandes “obras de fachada”, privilegiando sim e dando prioridade para que as populações tenham acesso aos serviços públicos que necessitam e a que têm direito.

Não se pode permitir o encerramento e deslocação de tudo para fora de Ovar, seja o Hospital seja a EDP, a PT, etc.

Ovar e os cidadãos do concelho merecem mais e Melhor!

António Macedo
Cabeça de Lista da CDU à Câmara Municipal de Ovar