br ar    v a l v

Juventude CDU alerta para futuro das áreas ardidas PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Juventude CDU de Ovar   
Terça, 18 Agosto 2009 22:54
Etiquetas:

Decorrido quase um mês após o incêndio que deflagrou na mata de Ovar, que ameaçou zonas habitadas como o Bairro de S. José, a Habitovar e as casas da Rua Tenente Coronel Camossa, o certo é que pouco ou nada foi ainda feito. Num contraste mais do que evidente com o excelente trabalho do corpo de bombeiros e da protecção civil nos trabalhos de controlo e extinção do incêndio (dificultados apenas pela falta de limpeza da mata) a autarquia não tem mostrado, publicamente, grande interesse no futuro das áreas ardidas.

Para a Juventude CDU, a gestão do problema não se limita à mera extinção do fogo, mas implica também decisões quanto ao futuro das áreas ardidas. O reflorestamento deve ser a mínima preocupação da Câmara quanto ao futuro dos hectares de mata devastada por um incêndio do qual se adivinha uma origem criminosa - tendo em conta a existência de vários focos de incêndio simultâneos.

Urge uma solução que simultaneamente valorize a nossa mata e que trave os apetites imobiliários que já em anos passados se fizeram sentir, nomeadamente sobre a floresta ao largo da Rua Tenente Coronel Camossa. Uma solução que implique a preservação e valorização das áreas verdes do nosso concelho como elementos fundamentais da qualidade de vida da nossa população, e que poderia ser uma oportunidade para, a par do reflorestamento, a autarquia instalar elementos de incentivo à vida ao ar livre, como um circuito de manutenção ou um parque de merendas.

A Juventude CDU manifesta assim a sua preocupação relativamente a este problema, exige reflorestação e salienta a importância da limpeza da matas, responsabilidade descuidada pela autarquia que mereceu nos últimos anos variadas denúncias pelos activistas da CDU, de que é exemplo a mata junto à Praia dos Marretas.

Neste sentido, será levada a cabo uma acção de sensibilização no sentido de voltar as atenções da população para futuro desta áreas, que passará pela instalação de várias placas informativas relembrando em tempo devido as pressões imobiliárias que se poderão sentir sobre a zona.

Pela Juventude CDU